"Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros." (João 13:35) "Onde estiverem reunidos, em Meu nome, dois ou três, lá estarei no meio deles." (Mateus 18:20)

Translate


Pesquisar

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Por que os fariseus quiseram apedrejar Jesus?

Segundo os trinitaristas, os fariseus quiseram apedrejar Jesus por ele se dizer Deus.
E responderam: Não por qualquer obra boa, mas por ofensa a Deus; pois tu, um simples homem, afirmas ser Deus. " (João 10:33)
    O correto é "um deus" ou "deus" e não "Deus".  Se os tradutores fossem honestos, fariam como nos versículos 34 e 35, pois a palavra "theos" é a mesma e também sem artigo definido. Quando é assim, devemos traduzir com o artigo indefinido(“um”), que não existe no grego.
Também deveriam fazer como em Atos 12:22, onde traduziram assim: "E o povo exclamava: É a voz de um deus(theos), e não de um homem". "Um deus" aqui é Herodes. Fosse Jesus, traduziriam "É a voz de Deus". Em Atos 28:6,  "theos"  vem relacionada a Paulo. Traduziram como "um deus". O uso do artigo definido também não seria prova de que é o Deus Criador, pois  II Coríntios 4:4 se refere a "Satanás" e tem artigo. Então, é importante vermos sempre o contexto. Neste caso  está claro que agiram de má fé em João 10:33, pois, além de  todo tradutor do grego saber que theos sem artigo deve ser traduzido como "um deus", analisando o contexto não tem lógica a afirmação de que Jesus afirma ser Deus. Em momento algum Cristo diz isso e nem dá a entender que é Deus. O que ele dizia é que era enviado de Deus, mostrando ao mundo as obras do Pai. É só lermos o versículo anterior: "Disse-lhes Jesus: Muitas obras boas da parte de meu Pai vos tenho mostrado; por qual destas obras ides apedrejar-me? " (João 10:32). E ainda os versículos seguintes: "Jesus replicou: Mas na vossa lei está escrito que Deus disse: 'Vocês são deuses' . Então, se as Escrituras, que não podem ser anuladas, dizem serem deuses aqueles a quem foi enviada a mensagem de Deus, como é que vocês agora afirmam que aquele que foi santificado e enviado ao mundo pelo Pai está a ofender Deus ao declarar: 'Sou o Filho de Deus'? Compreende-se que não acreditem em mim a não ser que faça as obras do meu Pai. Mas, já que as realizo, acreditem nelas, mesmo que não creiam em mim. Então ficarão convencidos de que o Pai está em mim, e eu no Pai." (João 10:34-38).
  As obras eram da parte de Deus, que o enviou e a quem estava submisso. 
Jesus já havia dito o mesmo antes, como está em dois capítulos antes desse:
"Procurais tirar-me a vida, a mim que sou um homem, que vos tenho dito a verdade que de Deus ouvi" (João, 8:40).
Não tem lógica dizer que Jesus afirmava ser Deus, quando ele afirma ser um homem que trouxe a palavra que ele ouviu do próprio Deus. Mas é perfeitamente compreensível que os fariseus o vissem como um homem que clamava ser  "um deus" ou "divino".
Outro caso em que quiseram apedrejá-lo:
"Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. " (João 5:18)
Os fariseus achavam uma heresia Jesus se mostrar como alguém que vinha com a autoridade do enviado de Deus, autoridade que de fato ele tinha (ver João 5:17). Chegaram até a dizer que estava com demônios, como os cristãos fazem hoje com os médiuns espíritas.
O conceito de "igual" se encontra várias vezes na Bíblia sem significar exatamente "igual em substância". Quando José estava usando do poder e da autoridade do Faraó, igual a Jesus com o poder e autoridade que Deus lhe deu, disseram que era igual ao Faraó (Gênesis 44:18). 
"Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. "  (João 8:58)
Dizem os trinitaristas que aqui Jesus afirnou ser Deus, fazendo uma conexão com o versículo abaixo, onde Deus no Velho Testamento diz uma frase parecida:
"Respondeu Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos olhos de Israel: EU SOU me enviou a vós."
Alegam que as palavras gregas "ego eimi" ("eu sou")  ditas por Jesus indicam que Jesus é Deus. Mas será mesmo?
O evangelista João escreveu o evangelho em grego e aquelas palavras de Deus no Velho Testamento foram escritas em hebraico. Ao se referir a Jesus, João usa "ego eimi", mas "ho on" é usada na Septuaginta, a tradução para o grego do Velho Testamento escrita por volta de 250 AC e utilizada pelos apóstolos. Vários citações do Velho Testamento feitas pelos apóstolos são na verdade da Septuaginta e não do hebraico. Se João quisesse fazer essa ligação com certeza teria escrito como na Septuaginta.
  Apesar de "ho on "  aparecer no Evangelho de João, nunca é usada como um título, um nome ou fazendo referência a Jesus. No Apocalipse, também escrito por João, "ho on " aparece 5 vezes (Apocalipse 1:4, 8; 4:8; 11:17; 16:5).  E em cada uma dessas vezes aparece como um título ou nomeação dada a Deus e não a Jesus.
"João, ó sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é [ho on], e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;" (Apocalipse 1:4)
  Este versículo se refere a Deus e não a Jesus, pois o versículo seguinte cita Jesus: "e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, ". Portanto, João diz que os cumprimentos vêm da parte de Deus, dos sete espíritos e de Jesus. Pessoas diferentes.
O versículo 8 diz "Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é[ho on], e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso. ". Este versículo fala de Deus e não de Jesus.
Em Apocalipse 4:8 está escrito:  "Os quatro seres viventes tinham, cada um, seis asas, e ao redor e por dentro estavam cheios de olhos; e não têm descanso nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era, e que é[ho on], e que há de vir.". Também se refere a Deus e não a Jesus, que, em Apocalipse 5:6-7, é o Cordeiro, próximo a Deus, que está em seu trono.
  Em Apocalipse 5:13 há duas entidades separadas, Deus(em seu trono) e o Cordeiro: "Ouvi também a toda criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e no mar, e a todas as coisas que neles há, dizerem: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos: "
  Também em  Apocalipse 11:17 e Apocalipse 16:5, "ho on" se refere a Deus e não a Jesus.
  Está claro que para João "ho on"  é diferente de "ego eimi". Ele não fez essa associação. O uso de "ego eimi" não faz da pessoa Deus. Paulo usou as mesmas palavras "ego eimi" em Atos 26:29 referindo a si mesmo.  É incrível o que os tendenciosos tradutores da Bíblia fazem para validar o absurdo dogma da Trindade. Jesus nunca disse "Sou Deus, me adorem!", então fazem com que as pessoas "interpretem" qualquer inocente frase  como equivalente a "Sou Deus, me adorem!".
   Perguntarão: "O que, então,  escandalizou os hebreus e fez com que quisessem apedrejá-lo,  se não foi porque ele  usou o título "eu sou" se declarando Deus?"
   É só vermos os versículos anteriores. O que deixou eles escandalizados foi o fato de Jesus, depois de insistir que seu testemunho é altamente significativo por ele ser um enviado de Deus que dizia ao mundo o que do próprio Deus ouviu(Confiram o versículo 26: "Muitas coisas tenho que dizer e julgar acerca de vós; mas aquele que me enviou é verdadeiro; e o que dele ouvi, isso falo ao mundo." e também o versículo 28: "nada faço de mim mesmo; mas como o Pai me ensinou, assim falo." Há motivo pra alguém achar que ele é Deus? Não diz, isso sim, que é um  enviado de Deus?), ser "de cima" (da mais alta espiritualidade), ele ainda diz que já existia antes do profeta Abraão, o Pai de Israel tão amado pelos judeus,o que para os fariseus foi um insulto.  Diziam que Jesus era um sujeito com demônios, um homem qualquer se achando um enviado de Deus, acima de Abraão e de todos os profetas, que conhecia pessoalmente a Deus sendo um enviado Dele, que havia conhecido Abraão e este havia ficado contente em vê-lo, tendo Abraão já morrido há muitos anos. Acharam tudo isso, mas não que Jesus estivesse querendo se passar por Deus, o Criador do Universo, O Jeová dos judeus.
Para nós, espíritas, para ser um espírito preexistente não precisa ser Deus.  Mas, se for para ficar apenas na Bíblia, ela diz que Salomão(Provérbios 8:22-31) e Melquisedeque (Hebreus 7:3),  existiam antes da Terra. Sem falar em outros versículos claros sobre espíritos pré-existentes, como em Jeremias 1:5 "Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; ó nações te dei por profeta."

Nenhum comentário:

Postar um comentário