"Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros." (João 13:35) "Onde estiverem reunidos, em Meu nome, dois ou três, lá estarei no meio deles." (Mateus 18:20)

Translate


Pesquisar

sexta-feira, 16 de março de 2012

DETRAÇÕES DO PASTOR AIRTON EVANGELISTA DA COSTA IV


É A INVENÇÃO "CRISTIANISMO BÍBLICO" QUE NÃO ENSINA A MESMA COISA QUE O CRISTIANISMO DO CRISTO (IV) (continuação )


Hebreus, 9: 27 - 28

Mais uma vez, estudemos e analisemos as colocações do Pr. Airton Costa tendo como base os dois versículos acima citados.

Agora ele nos traz a sua análise sobre "O Livro dos Espíritos" de Allan Kardec. Vejamos :

>>>Segundo os "espíritos" de Kardec, Juízo é algo inexistente ou indefinido. Vejam a questão 331 e 332 do Livro dos Espíritos : Pergunta : "Todos os Espíritos se preocupam com sua reencarnação ? Resposta : Alguns há que não se preocupam absolutamente, pois nem mesmo a compreendem. Isto depende de sua natureza mais ou menos adiantada. Para alguns a incerteza do futuro constitui uma punição". Pergunta : "Pode o Espírito abreviar ou retardar o momento de reencarnar-se ? Resposta : Pode abreviá-lo, chamando-o por seus votos; também pode retardá-lo recuando ante a prova, pois entre os Espíritos há os covardes e indiferentes. Não o faz, entretanto, impunemente : sofre com isso, assim como alguém que recusa o remédio salutar que poderá curá-lo".

É o tipo da situação em que ninguém manda em ninguém. Se a prova é difícil, o desencarnado recua. Está claro que se a prova é boa, ele aceita imediatamente. Hitler gostaria muito de voltar a ser comandante de uma poderosa nação, com um grande exército, com um arsenal atômico à sua disposição. Mas ser agricultor no sertão do Ceará, nem pensar. E onde estaria Deus ? Bom Deus ficaria de braços cruzados aguardando a boa vontade dos espíritos.
"Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez..."<<<

Aqui se trata da Parte Segunda, Capítulo VII de "O Livro dos Espíritos" intitulado "DA VOLTA DO ESPÍRITO À VIDA CORPORAL" com o subtítulo "Prelúdio da volta" .

Este capítulo é iniciado com a pergunta de nº 330 e não 331 como está apontado pelo Pr. Airton Costa, sendo obrigatória a sua leitura, pois assim se faz necessário para uma melhor compreensão do assunto ou da seqüência do pensamento dos espíritos. Vejamos a resposta dada à pergunta de nº 330 :

330 – Sabem os espíritos em que época reencarnarão ?
R – "Pressentem-na, como sucede ao cego quando se aproxima do fogo. Sabem que tem que retomar um corpo, como sabeis que tendes de morrer um dia, mas ignoram quando isso se dará" (166). (os grifos são meus)

Como podemos ver, além da resposta ser das mais clara, já dá um sentido bem diferente às respostas das perguntas seguintes. Eis a razão porque o Pr. Airton Costa não a apresentou nos seus comentários

Ora, da mesma forma que o fenômeno a que chamamos morte, é uma lei da natureza, lei esta que como sabemos estamos todos indistintamente submetidos, a reencarnação também o é, e como um dia teremos forçosamente que "morrer", embora não saibamos quandoem que momento, e nem mesmo em que condições, o mesmo acontece com a lei divina da encarnação. O Espírito sabe que um dia terá de reencarnar, e dependendo do grau de adiantamento em que se encontre, não sabe quandoem que momento e nem mesmo em que condições, conforme constante na resposta da pergunta 331.

Allan Kardec faz uma chamada para a questão de nº 166 do mesmo livro. Vejamos :

166 – "Como pode a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corpórea, acabar de depurar-se ? "
R – "Sofrendo a prova de uma nova existência".

O próprio Cristo nos disse : "Sede perfeitos como perfeito é o vosso Pai Celestial" (Mateus, cap. V, v. 48) Disse ainda : "Bem aventurados aqueles que tem puro o coração, porque verão a Deus."(Mateus, Cap. V, v. 8)

Ora, se o Cristo nos convidou a sermos perfeitos, é porque nós podemos chegar à perfeição, e confirma dizendo que só veremos a Deus quando estivermos pureza de coração, que é o mesmo que perfeição dentro da nossa capacidade de entendimento, pois Ele, Jesus, foi o exemplo máximode pureza de coração. E qual de nós que chegaremos a condição de pureza exemplificada por Jesus, numa única existência ? A pureza de coração é inseparável da simplicidade e da humildade e exclui todo pensamento de egoísmo e de orgulho, daí a razão porque Jesus tomou a infância por emblema dessa pureza, como a tomou para o da humildade quando disse : "Deixai vir a mim as criancinhase não as impeçais; porque o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham." (Marcos, Cap. 10, v. 14)

A perfeição da qual a Humanidade é suscetível e que mais a aproxima da Divindade consiste no dizer de Jesus : "amar os inimigosfazer o bem àqueles que nos odeiamorar por aqueles que nos perseguem e nos caluniam," mostrando-nos assim, que a essência da perfeição é a caridadeem sua mais larga acepção, porque ela implica a prática de todas as outras virtudes. Enfim, a ausência do orgulho e do egoísmo que são a negação da caridade e do amor ao próximo.

166-a – "Como realiza essa nova existência ? Será pela sua transformação como Espírito ? "
R – "Depurando-se, a alma indubitavelmente experimenta uma transformação, mas para isso necessária lhe é a prova da vida corporal."


166-b – "A alma passa então por muitas existência corporais ? "
R – "Sim, todos contamos com muitas existências Os que dizem ao contrário pretendem manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse o desejo deles."(os grifos são meus)

O exemplo do que o Espírito está dizendo nesta resposta, pode ser constatado nos escritos e no comportamento do Pr. Airton Costa, pois o mesmopara esconder a concordância existente entre os ensinos do Espiritismo com os de Jesus, e manter as pessoas ignorantes dessas verdadescontidas no Evangelho do Cristo, e explicadas pela Doutrina Espírita, trunca frases, para que tenham o sentido que ele deseja dar; mente, ( ou calunia ? ) acusando a Doutrina Espírita de práticas que ela não adota; fala de coisas que não faz parte da Doutrina Espírita; por ignorância ou má fé, (os fatos indicam má fé) dá interpretações errôneas aos conceitos espíritas conforme vemos acima; busca na Bíblia somente aquilo que dá um aparente apoio ao que diz, pescando versículos soltos, ou seja, aquilo que lhe é conveniente. E tudo isso já foi provado por mim aqui nesta lista. Imaginemos nós, viver num paraíso formado por homens com esse tipo de comportamento. Sem comentários...

166-c – "Parece resultar desse princípio que a alma, depois de haver deixado um corpo, toma outro, ou, então, que reencarna em novo corpo. É assim que se deve entender ? "
R – "Evidentemente."

Voltemos ao capítulo VII analisado pelo Pr. Airton Costa.

330-a – "Então, a reencarnação é uma necessidade da vida espírita, como a morte o é da vida corporal ?"
R – "Certamente; assim é."

331 – "Todos os Espíritos se preocupam com a sua reencarnação ? "
R – "Muitos há que em tal coisa não pensam, que nem sequer a compreendem. Dependem de estarem mais ou menos adiantados. Para alguns,a incerteza em que se acham do futuro que os aguardam constitui punição." (os grifos são meus)



O mesmo acontece em relação à morte. Quantas pessoas levam sua vida sem nenhuma preocupação se um dia vai morrer ou não. Muitos não gostam nem de falar desse momento embora saibam que um dia irá acontecer, pois, além de não gostarem, não a compreendem. E uma grande parte por não aceitarem o que lhes ensinam as religiões tradicionais e dogmáticas, que geram uma incerteza muito maior sobre o futuro, devidoa irracionalidade com que as religiões tratam do assunto, procuram desfrutar o máximo a vida enquanto a morte não chega, e comumente esse desfrutar consiste em se entregar a todo tipo de excessos e vícios. Depois, quando a velhice vem visitá-los, ou até mesmo quando a vida foi dissipada e perturbada, as forças desgastadas, e quando o mal não tem mais remédio, então, a criatura entra na primeira igreja protestante da esquina, e levantando a mão para o alto aceita Jesus, dali em diante está com a salvação garantida por um agenciador de Deus, a figura do pastor protestante, ou a confissão dos pecados com um padre católico, sem fazer nenhum esforço, e vai para o mesmo lugar daquele que passoutoda uma vida se dedicando ao bemvigiando e orando, trabalhando por vivenciar no seu dia-a-dia o que lhe ensinou Jesus, ou seja, vivendo o"amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo", onde estão toda a Lei e os Profetas segundo a própria orientação do Cristo. É ou não é um incentivo a irresponsabilidade ? Muito simples não ???!!!


Como estão habituadas à lei do menor esforço, ao se dirigir a uma casa espírita, quando escuta falar de reencarnação, que terá de voltar em um outro corpo físico, feito especialmente para ele, para ajustar-se com as leis divinas, e que em conseqüência do mal uso que tenha feito do livre arbítrio esse corpo reflete as mazelas do espírito, ou seja, pode vir a ser um corpo doentefaltando um braço ou uma perna, ou ambos, ou cego,surdo ou mudo, se fez mal uso dos seus membros ou sentidos que lhe foi concedido para ser utilizado em benefício de si mesmo e dos outros, ou mesmo como um idiota se usou mal a inteligência, ou seja, é melhor que entre na vida física, no dizer de Jesus, lhe faltando um dos seus membros ou sentidos, do que eles serem novamente motivo de queda espiritual para o Espírito encarnado, conforme podemos ler em Mateus, capítulo V, versículos 29 e 30 :

"Se vossa mão ou vosso pé vos é um motivo de escândalo, cortai-os e atirai-os longe de vós; é bem melhor para vós que entreis na vida não tendo senão um pé ou uma só mão, do que terdes dois e serdes lançados no fogo eterno. E se vosso olho vos é motivo de escândalo, arrancai-o e lançai-o longe de vós, é melhor para vós que entreis na vida não tendo senão um olho, que terdes os dois e serdes precipitados no fogo do inferno."

esses indivíduos correm, e vão procurar um lugar onde possam alcançar o paraíso com menos esforço, ou sem nenhum esforço. Procede como aquele que sai para fazer compras no mercado e escolhe um em vez do outro, porque naquele é mais barato.

A essa pergunta de nº 332 :

332 – "Pode o Espírito apressar ou retardar o momento da sua reencarnação ? "
R – "Pode apressá-lo, atraindo-o por um desejo ardente. Pode igualmente distanciá-lo, recuando diante da prova pois entre os Espíritos também há covardes e indiferentes. Nenhum, porém assim procede impunemente, visto que sofre por isso, como aquele que recusa o remédiocapaz de curá-lo."(os grifos são meus)

"ilustre" escritor e Pastor evangélico Airton Costa teceu os seguintes comentáriosque chegou as raias da vulgaridade. Vejamos :

>>> É o tipo da situação em que ninguém manda em ninguém. Se a prova é difícil, o desencarnado recua. Está claro que se a prova é boa, ele aceita imediatamente. Hitler gostaria muito de voltar a ser comandante de uma poderosa nação, com um grande exército, com um arsenal atômico à sua disposição. Mas ser agricultor no sertão do Ceará, nem pensar. E onde estaria Deus ? Bom Deus ficaria de braços cruzados aguardando a boa vontade dos espíritos.
"Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez..."<<<

Diante desses comentários do Pr. Airton Costa, só nos resta três pensamentos a respeito dessa "ilustre" figura representante do protestantismo. Ou o nosso irmão em humanidade é de uma leviandade sem limites, de uma má fé vergonhosa, ou de uma cegueira espiritual (que me desculpem as expressões) que não dá para entendermos como pode ser um condutor de almas.

Ora, todos podemos adquirir aquilo que queremos trabalhando para isso, se empenhando no objetivo desejado, basta que procuremos os meios. Podemos ainda desejar alguma coisa, mas por indiferençapreguiçamá vontade, ou até mesmo por achar que vai exigir muito de nós, desistirmos ou adiarmos, esperando uma melhor oportunidade, quando estivermos mais bem preparados. O mesmo acontece com os Espíritos, de uma vez que depois da morte conservamos a nossa individualidade, somos nós mesmos, com as nossas indiosincrasias, e assim sendo, podemos abreviar a oportunidade de reencarnar, trabalhando para isso, ou podemos adiar, recuando (dentro de certos limites) diante das lutas que teremos que enfrentar por achar que não estamos preparados para tal. É o respeito ao livre-arbítrio. 

Na doutrina protestante o indivíduo não conserva a sua individualidade depois da morte e antes da ressurreição no corpo físico, pois fica inativosem consciênciao mesmo que não existir, numa flagrante contradição com os ensinos de Jesus, como demonstrei nessa seqüência de artigos. A parte imaterial fica como quem está dormindo, aguardando a "ressurreição" do corpo físico, e pior ainda, corpo esse que sairá de dentro do túmulo, não importando quanto tempo faça que a terra o tenha transformado em pó, pois, não pode fazer nada sem ele. Portanto, é nessa doutrina materialista do protestantismo, e não no Espiritismo, como disse o Pr. Airton Costa, que o corpo físico serve apenas de trampolim para a sobrevivência do homem após a morte.

Aliás, uma doutrina que além de contraditória por si mesma, mais uma vez mostra que o deus do Pr. Airton Costa, é dos mais irracionais, talvez seja por isso que não conseguem ajustarem-se aos ensinamentos de Jesus, pois se o homem só terá vida eterna com a presença do "trampolim" do corpo físico, qual a necessidade de morrer para depois retomar novamente ao mesmo corpo para ser julgado ? Por que não fica vivo até o dia do juízo ? Qual o significado da morte ? Só para ter o trabalho de voltar ao mesmo corpo, já destruído pelos vermespela terra, o que por outro lado não deixa de ser um verdadeiro processo de reencarnação, pois se tem que vestir-se no corpo novamente, não passa de um processo de"reencarnar".
Portanto "ilustre" representante do protestantismo, os seus "argumentos" e conseqüentemente a doutrina que professam, não possui lógica. Você além de ignorar totalmente as contradições constantes na sua Bíblia e nos seus argumentos, ainda a usa para difamar os outros, num total desrespeito às pessoas, e até mesmo aos homens ilustres de Ciência, a quem nós devemos as grandes descobertas no campo da Industriada Medicinada Psicologiada Psiquiatria, e que comprovaram cientificamente o Espiritismo, tornando-se também um hipócrita, de uma vez que não leva em consideração os feitosas descobertas desses homens ilustres, mas que usa no seu dia-a-dia de tudo o que eles vem descobrindo em seu próprio benefício e dos seus, inclusive os conhecimentos.

Voltando ao assunto, diríamos que qualquer criatura de mediana inteligência verá perfeitamente que as respostas dadas pelos Espíritos às questões levantadas por Kardec, de maneira alguma nos leva a esse tipo de raciocínio apresentado pelo Pr. Airton Costa, principalmente quando lemos a pergunta e a resposta à questão de nº 333 que propositadamente, ele deixou de citar. Vejamos :

333 – "Se se considerasse bastante feliz, numa condição mediana entre os Espíritos errantes e, conseguintemente, não ambicionasse elevar-se, poderia um Espírito prolongar indefinidamente esse estado ? "
R – "Indefinidamente, não. Cedo ou tarde, o Espírito sente a necessidade de progredir. Todos têm que se elevar, esse o destino de todos."

Qual é a diferença apresentada entre a doutrina do Pr. Airton Costa e a dos materialistas ? Nenhuma, pois é assim mesmo que eles pensam, ou seja, a vida é apenas do corpo físico, e só para confirmar, vejamos o que foi dito pelo cientista Peterson, materialista, cético, e que faz parte do grupo de cientistas céticos, do site Terra Redonda, apresentado pela Rede Globo no seu programa Fantástico, desafiando os paranormais, e oferecendo o prêmio de um milhão de dólares, e que já esteve debatendo comigo aqui mesmo nesta lista :

"""MORREU O CÉREBRO, morreu a consciência, MORREU A ALMA ..... Reencarnação é algo QUE NÃO MORRE. Vai para outro corpo. Mas ressuscitar estaria mais próximo de nosso conceito cientifico de que a alma MORRE COM O CORPO."""

Em atenção aos nossos leitores, darei uma ligeira orientação, bastante resumida mesmo, sobre como se dá o processo reencarnatório, no sentido de o que determina as condições em que o Espírito reencarnará.

Quando chega o momento de o espírito ocupar um novo corpo, gerado especialmente para ele no ventre materno, de uma vez que ele não irá ocupar corpo de ninguém, esteja ele consciente ou não desse momento, o que determina a família a qual irá pertenceras condições em que terá de nascer, tanto físicas quanto de saúde ou doença, são, além do trabalho que terá de realizar na obra divina, os seus atos bons ou maus realizados em vidas passadas, tanto em relação à sua própria pessoa, quanto em relação aos outros, pois onde quer que estejamos, com quem estivermos, em qualquer tempo, estaremos sempre recebendo "segundo as nossas obras"conforme nos advertiu Jesus.

A reencarnação de qualquer espírito, estará sempre sob uma orientação superior, pois só lhe será permitido tarefas que o mesmo tenha condições morais para realizar. Quando o espírito está consciente dos acontecimentos, lhe é orientado e respeitado o livre-arbítrio na escolha, a fim de que ele o faça com conhecimento de causa, pois ele sabe que dependerá dele sair vitorioso ou não da tarefa. E é aí que ele pode recuar e aguardar um outro momento em que achar que está mais preparado para enfrentar uma nova vida no corpo físico.

Portanto, quando Hitler reencarnar, terá a sua reencarnação também baseada no que ele fez nas vidas anteriores, receberá também "segundo as suas obras", sem prejuízo do que sofrerá no mundo dos espíritos antes da volta. Poderá até sentir vontade de vir a ser de novo comandante de uma grande nação, comandar um grande exercito, com um arsenal atômico a sua disposição, pois o esquecimento do passado não é absoluto, de uma vez que ele se manifesta em forma de tendênciasinclinaçõesidéias inatas, mas quem sabe, poderá renascer também como um agricultor lá no sertão do Ceará do Pr. Airton Costa. Na verdade, não podemos fazer um julgamento dessa natureza, só temos certeza que tudo e todosestamos submetidos indistintamente às sábias Leis de Deus.

Acredito apenas que Hitler deve ter se arrependido muito, por não ter, antes de morrer, e depois de ter matado milhões de pessoas, procurado uma Igreja Evangélica para através do agenciador de Deus, o Pr. Protestante, ser perdoado e recebido pelo Cristo como "o bom assassino",como foi feito com "o bom ladrão".

Há pouco tempo atrás, foi apresentado no programa "FANTÁSTICO" da Rede Globo, uma reportagem sobre um PM que havia matado nada menos de trezentos (300) adolescentes em uma única operação feita em um dos morros do Rio de Janeiro. Preso, esse mesmo PM se apresentou com a Bíblia na mão dizendo-se "salvo", pois tinha aceitado Jesus Cristo como o seu salvador, e o mesmo lhe havia perdoado daqueles crimes. Ao lhe ser perguntado sobre o que ele tinha para dizer aos familiares das vítimas, respondeu que apenas pedia perdão a todos por ter tirado a vida daqueles adolescentes. Resolveram então levar aos familiares das vítimas o pedido de perdão do PM assassino, e nenhum dos familiares lhe perdoou. Eram pessoas simples, chorando a morte dos seus filhos.

De outra feita, foi no programa do Ratinho. Foi mostrado uma Igreja protestante onde um dos maiores traficantes de drogas do Rio de Janeirohavia aceitado Jesus como o seu salvador, e claro, lhe foi perdoado os crimes que aquele homem cometeu. A parte que mais choca nesta reportagem, é quando o ex-traficante ( ou o bom traficante ? ) entrava na Igreja, por sinal superlotada, onde era recepcionado com uma "salva de palmas", todos os fiéis o recebiam de pé e o mesmo sentava nas primeiras cadeiras, ou seja, nos primeiros lugares.

Já imaginaram quantos prejuízos materiais e morais esses homens já causaram e vem causando à sociedadeàs famílias, quantos pais e mães existem, comendo, na maneira vulgar de se falar, "o pão que o diabo amassou" por causa das desgraças que esses assassinos causaram aos seus familiares ? Eu nunca tive problemas dessa natureza na minha família, mas procurem conhecer os que tem, e vejam quantos sofrimentosquantos lares destruídos, quantos jovens aniquilados por esses elementos. Neste caso, o ex-traficante não foi entrevistado, e nem os familiares daqueles que certamente foram suas vítimas, apenas o mostrou todo sorridente ante aquela saraivada de palmas, mas acreditamos que neste caso também, os familiares não perdoariam os males causado aos seus jovens.

Eu gostaria muito que o "ilustre" escritor e representante do protestantismo, Pr. Airton Costa, apresentasse algum ponto da sua doutrina queestivesse de acordo com os ensinamentos de Jesus. Infelizmente até agora não foi possível conciliar nenhum ensinamento de Jesus com os postulados apresentados pelo protestantismo na pessoa do Pr. Airton Costa. Esse "Homem de Deus" tem demonstrado não conhecer o Evangelho de Jesus, ou se o conhece está dando uma falsa interpretação
O Cristo nos disse :

"Se perdoardes aos homens as faltas que eles fazem contra vós, vosso Pai celestial vos perdoará também vossos pecados, mas se não perdoardes aos homens quando eles vos ofendem, vosso Pai, também, não vos perdoará os pecados." (Mateus, cap. VI, v. 14,15).

Diante desse ensinamento de Jesus e a posição assumida pelos pastores protestantes, os familiares das vítimas desses assassinos são "punidos por Jesus" duas vezes, uma por perdoar e dar o Reino dos Céus aos assassinos, exigindo-lhes apenas que o aceitem como o seu salvador, e a outra, por negar o Reino dos Céus para os familiares das vítimas, os que sofreram verdadeiramente danos irreparáveis, de uma vez que como vimos na reportagem, eles não tiveram forças para perdoar os assassinos que o Cristo perdoou.

Uma doutrina que garante aos indivíduos, até mesmo aos grandes criminosos, que ele está "salvo" pelo simples fato de ter aceitado Jesus, como seu salvador, sem qualquer reparação de danos materiais ou morais àqueles que tiram a vida dos nossos filhos, que destroem lares; uma doutrina que além disso, ainda persegue os que procuram fazer o bem, os que divulgam o Evangelho de Jesus, só porque não aceitam certos dogmas criados por essas mesmas doutrinas, ou porque não rezam pelas suas cartilhas, ou porque não segue o que os seus líderes dizem ser o certo, chegando mesmo a dizer que as boas obras não tem nenhum valor, essa doutrina não pode ter provinda da pessoa do Cristo e nem do seu Evangelho, ou ela é falsa, ou está sendo falseada em seus princípios. E se assim é, não se admirem de que ela só forme supersticiososfanáticos,hipócritas, não porém homens de bem.


 
EM CASA

" Ninguém foge à lei da reencarnação.
Ontem, atraiçoamos a confiança de um companheiro, induzindo-o à derrocada moral.
Hoje, guardamo-lo na condição do parente difícil, que nos pede sacrifício incessante.
Ontem, abandonamos a jovem que nos amava, inclinando-a ao mergulho na lagoa do vício.
Hoje, temo-la de volta por filha incompreensiva, necessitada do nosso amor.
Ontem, colocamos o orgulho e a vaidade no peito de um irmão que nos seguia os exemplos menos felizes.
Hoje, partilhamos com ele, à feição de esposo despótico ou de filho problema, o cálice amargo da redenção.
Ontem, esquecemos compromissos veneráveis, arrastando alguém ao suicídio.
Hoje, reencontramos esse mesmo alguém na pessoa de um filhinho, portador de moléstia irreversível, tutelando-lhe, à custa de lágrimas, o trabalho de reajuste.
Ontem, abandonamos a companheira inexperiente, à mingua de todo auxílio, situando-a nas garras da delinqüência.
Hoje, achamo-la ao nosso lado, na presença da esposa conturbada e doente, a exigir-nos a permanência no curso infatigável da tolerância.
Ontem, dilaceramos a alma sensível de pais afetuosos e devotados, sangrando-lhe o espírito, a punhaladas de ingratidão.
Hoje, moramos no espinheiro, em forma de lar, carregando fardos de angústia, a fim de aprender a plantar carinho e fidelidade.
À frente de toda dificuldade e de toda prova, abençoa sempre e faz o melhor que possas.

Ajuda aos que te partilham a experiência, ora pelos que te perseguem, sorri para os que te ferem e desculpa todos aqueles que te injuriam...
A humildade é chave de nossa libertação.
E, sejam quais sejam os teus obstáculos na família, é preciso reconhecer que toda construção moral do Reino de Deus, perante o mundo, começa nos alicerces invisíveis da luta em casa. "
Emmanuel

E parafraseando o Pastor Airton Costa que diz :

"Em razão dessa lacuna, compete aos kardecistas que se autodenominam cristãos esclarecerem de forma pormenorizada e objetiva onde, e de que forma o versículo sob análise não contradiz a reencarnação.
"Aos homens está ordenado morrerem uma só vez"
Eu diria :
"Compete aos bibliólatras, seguidores do judaísmo e que se autodenominam cristãos, esclarecerem sem distorcer os textos bíblicos e espíritas, e sem usarem versículos isolados, se o que foi apresentado pelo Pastor Airton Costa não contradiz os ensinamentos de Jesus."

O CRISTIANISMO DO CRISTO E O ESPIRITISMO ENSINAM A MESMA COISA

"Os ensinos espíritas podem até serem antibíblicos, mas com certeza não são anticristãos"

Não há fé inabalável senão aquela que pode encarar a razão face a face, em todas as épocas da Humanidade.

Abraços fraternos a todos

Arnaldo Paiva
(CONTINUA)


***********************










Nenhum comentário:

Postar um comentário