"Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros." (João 13:35) "Onde estiverem reunidos, em Meu nome, dois ou três, lá estarei no meio deles." (Mateus 18:20)

Translate


Pesquisar

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Para os Judeus, Samuel comunicou-se após a morte

Do blog judaico http://conceitosjudaicos.blogspot.com.br/2010/07/samuel-apareceu-ao-rei-shaul-sim.html , confirmando que era mesmo Samuel em I Samuel 28, segundo os judeus.



Samuel apareceu ao Rei Shaul, SIM.

Muito se tem falado nas religiões que usam o Tanakh (velho testamento entre eles) de que um dos textos que podem dar sustância à 'doutina de demônios' é Shemuel alef 28 (1ª Samuel).
Porém, como já temos visto por aqui mesmo, não há evidência alguma que possa dar este crédito aos ensinos neo-testamentários.


" ELOHIM Rayti Alim mim haaretz"
PODEROSOS vem subindo da terra"
Esta é a palavra que a mulher necromante fala ao rei, quando vê algo 'estranho'.
Nada em hipótese alguma se referindo a 'anjos decaídos', ou alguma forma espiritual demoníaca.
Sabemos, e já estamos cansados de saber, que ELOHIM significa "poderes, forças, autoridades
aquele que detêm estes ELOHIM, PODERES.
Anjos são chamados de Elohim, assim como os juízes de Israel o são.

Ela também não se refere a um 'deus', mas vê realmente que um poder alheio ao seu conhecimento vem a ela. Uma pessoa que está 'acostumada' a evocar 'diabos, demônios', de forma alguma se espantaria em ver aquilo que todos os dias 'chama' ao seu convívio natural, pela sua profissão.

Logo, tanto Shaul ouve a vós de Shemuel, como a mulher vê ao mesmo profeta, morto a muitos dias. É Shemuel realmente que aparece, e não um demônio, aliás o único que defende tal tese é o cristianismo e suas religiões adjacentes.

Como entender?
Nosso entendimento de que é realmente Samuel, se inicia antes.

Por que o Eterno, em sua TORÁ nos proíbe evocar mortos? Será que há proibição a coisas que não existem? 

Vejamos que nos diz:
"Não se achará entre ti quem faça passar seu filho ou sua filha pelo fogo (esh), nem agoureiros (qossem qessamim), nem prognosticadores (onen), nem adivinho(nachesh), nem feiticeiro (kashf), nem encantador de animais (chober chaber), nem necromante (ov)ou Ydeonita (Ydeoni), nem quem consulte os mortos (dor'sh el ha motim)...Quanto tu fores à terra que o Eterno, teu Elohim te dá, não aprenderás a fazer segundo as abominações daquelas nações...porque é abominável.."
 Devarim 18:10.11.9.12


Todas estas práticas eram provenientes das nações que estariam de frente com Israel, abomináveis ao Criador, porém PRATICADAS. 
H'Shem, então, em suas instruções a Moshê para o povo Israelita, destaca esta erradicação, e sua conseqüente extinção de Erets Israel. E realmente vemos que foram extirpadas, quando Shemuel alef (1ª Samuel) relata:

"E Shemuel morreu, e todo Israel havia pranteado-o, e sepultado-o em Ramá, na sua cidade, e Shaul havia expulso as necromantes e os ideonitas da terra." Shemuel alef 28:3 

Ora, não havia porque se relatar isso, de que Shaul expulsara os necromantes, sem a real relação deles com o que aconteceria ali, mais à frente: A EVOCAÇÃO DO MORTO SHEMUEL.

"E Shaul disse aos seus servos: buscai-me uma necromante , para que eu vá e
consulte...'eis que há uma necromante em En-Dor..." 1 Sh 28:7.

Mas, como Shaul pede que seus servos encontrem uma necromante? Parece que Shaul tinha conhecimento de que poderia se consultar os mortos de alguma forma, ainda que fosse contra as instruções de H'Shem. Estava em desespero, com certeza, pois como já sabemos nada mais vinha de H'Shem, para saber como agir. Nem Urim, nem profetas, nem sonhos, nada. Isso o motivou a se rebelar contra Aquele a Quem ele procurava, a se rebelar contra a TORÁ. Ele parte para usar o que é proibido. Se há proibição, há também a matéria a que se proíbe, ou se exerce esta proibição. Se é proibido consultar mortos, é porque mortos podem aparecer. Logicamente há uma punição, e esta é a morte, o que realmente aconteceu. Morreu pela transgressão de evocar mortos, não de evocar demônios (se bem que antes fizera outras transgressões).

Bem, vamos entrar em toda história relatada acerca deste 'mistério':

" Shaul se disfarçou, e vestindo outras roupas, foi junto com dois outros homens, e vieram à mulher de noite, e disse: Rogo-te que me adivinhes pela necromancia e me faças subir aquele que eu te disser." 1Sh 28:8
O disfarce, como se pudesse esconder-se do Criador, e vai à noite, sinal óbvio de um pecado a se revelar. Disfarçado, e às escuras, logo não foi reconhecido pela necromante, que disse:

"Tu bem sabes o que Shaul fez, e como exterminou da terra os necromantes e ideonim, por que então me armas um laço à minha vida, para causar minha morte?" 1Sh 28:9 
Ela estava 'inativa', e custa a atender o pedido do 'cliente', que está pulsante de medo e de angústia. Na realidade, ela se escondia, para não ser acabada, como prevê a TORÁ. Talvez há algum tempo não fazia suas previsões, não sabemos. No entanto, Shaul jura pelo NOME, que nada aconteceria a ela, que então indaga:

"A quem farei subir (Alah) para ti?, e ele disse: Faze subir a mim(Alay)Shemuel".1Sh 28:11
Notemos que o uso do verbo Aliah (subir), é usado tanto pela NECROMANTE como pelo Rei.
Mas, subir de onde? É aqui que entra o suposto pensamento de que serIa um demônio (subir do inferno cristão). Mas, como sabemos, o sheól se encontra num nível (ao ser humano) abaixo da realidade. Quando alguém morre, ele desce ao Sheól, o local espiritual onde se encontra os mortos.
Então, tanto ele quanto ela tem a mesma disposição: fazer subir do sono da morte a Shemuel.

Porém, antes que qualquer movimento da parte da necromante possa ser feito em relação a evocar o falecido profeta, ele aparece, como num repente:

"A quem farei subir para ti?, e ele disse: Faze subir a mim Shemuel. E a mulher viu a Shemuel, e gritou em voz alta, e falou a Shaul e disse: 'Por que me enganaste? Tu és Shaul!"1Sh 28:11.12
Somente o Rei lhe dissera o nome da pessoa, Samuel aparece, sem que a necromante o evoque. Um claro sinal de que o Eterno proveu esta aparição, não pela necromante, mas pela Ietser hará (inclinação ao mal) do próprio rei Shaul, que teve no âmago de seu ser a vontade de transgredir uma mitsvá (disfarçado e de noite), indo fundo em seu planoirracional de obter vitória sobre os filistim. A mulher nota esta aparição apavorante, pois não mexera os lábios, ou feito ritualística alguma e aparece o ser, um homem conhecido de todos: o Profeta Samuel.
Nada de demônios, mesmo porque a Tanakh é clara:"E a mulher viu a Shemuel..". Não nos diz: ' e a mulher viu a um demônio disfarçado de Shemuel', como nos relata que o Rei Shaul, este sim, foi disfarçado. 
Ela viu e gritou, pois naquele momento que reconheceu a Shemuel, viu também que aquele desprezado do Eterno estava ali, junto dela, e se apavorou, pela sua vida. Ela gritou, pois jamais imaginaria que o homem que desterrara todos os adivinhadores lhe pediria para evocar o maior Juiz que Israel já teve.

"E o rei lhe disse: 'Não temas. Mas o que viste?' e a mulher disse a Shaul:' Poderosos vem subindo da terra'. E ele lhe disse:'Qual a sua aparência?' e ela disse:' Está subindo um homem velho (ancião), envolto num manto', e Shaul soube que era Shemuel, e inclinou com o rosto em terra e prostou-se.1Sh 28:13.14
O rei a adverte que não temas, pois sua razão de estar ali era maior que a de cumprir a TORÁ (eliminando ela). Ela nitidamente fala que vê PODEROSOS subindo, e depois que UM HOMEM VELHO vem subindo. Ora, num primeiro momento ela vê subindoPODEROSOS, leia-se aqui ELOHIM, depois ela vê subindo um HOMEM VELHO, leia-se aqui ISH ZAQEN, o que a este momento de relato o rei soube que era Samuel. Somente quando ela relata que era um Ish Zaqen, Homem Velho, Ancião, o rei soube ou entendeu que Shemuel estava subindo. Quando ela relata que ELOHIM ALYIM (Poderosos subindo) no verso 13, Shaul nada comenta, mas quando fala no verso 14 do Homem Velho, ele entende ser o Profeta, ao qual ele queria. Mais uma vez coloco: ELA NÃO O CHAMOU, ELA NÃO O EVOCOU. 
Mas, quem são os ELOHIM ALYIM, os poderosos que subiam? Certamente não eram homens comuns, pois ao profeta ela chama de ISH, homem. Muitos defendem ser espíritos familiares, demônios, porém sabemos que anjos (Malakhim) são chamados de Elohim nas Escrituras, mas não vemos uma única vez demônios (será que existem desta forma cristã?) serem assim chamados. Deuses de outras nações, aqueles que não falam e são obras de artífices são assim chamados, mas ainda não ví 'demônios' o serem. Satan, o Malakh do Eterno, MENSAGEIRO da ira, anjo da morte, catástrofes (que não é demônio algum) é elohim, assim como Mikhael, o Malakh do Eterno e príncipe de Israel, também é elohim.
Bem, continuando:
"E Shemuel disse a Shaul: 'Por que me inquietaste, fazendo-me subir?' E
 Shaul disse: 'Estou muito angustiado porque os filistim estão fazendo guerra contra mim, e D’’s se desviou de mim, e não me respondeu mais, nem pelos profetas nem por sonhos. Por isso te chamei, para me fazer saber o que devo fazer'. E Shemuel disse: 'Por que me perguntas? H'Shem Se desviou de ti e Se tornou teu inimigo, e H'Shem te fez conforme falou através de mim, pois H'Shem rasgou o reino de tua mão e o deu a teu próximo, a Dauid, portanto não destes ouvidos à voz de H'Shem e não executaste o furor de Sua ira contra Amalekh, por isso H'Shem te fez assim hoje. E H'Shem entregará também a Israel contigo na mão dos Filistim,e amanhã tu e teus filhos estarão comigo, também o acampamento de Israel H'Shem entregará na mão dos Filistim."1Sh 28:16:19

1º Shemuel foi inquietado, acordado do sono da morte, por Shaul. O que apareceu ao rei foi realmente um 'fantasma', lógico, pois o corpo de Samuel estava em decomposição. O Aspecto corpóreo que Shaul poderia reconhecer apareceu como um fantasma, ou espírito;
 Shaul estava angustiado pela derrota certa, pela falta de H'Shem;
 Ele evocou ao profeta por este motivo (a guerra);
 Não precisava ele evocar a Samuel, pois tudo que caberia a ele já estava anunciado, inclusive a perca do trono, pois H'Shem havia feito como dissera a ele através de Shemuel;
 Estaria ele e seus filhos com Samuel, no dia seguinte, ou seja: Onde estava Samuel? Morto, no Sheól. Assim estaria Shaul e seus filhos;
 Israel seria entregue a Filistia, seria derrotado.
Em momento algum, as Escrituras mencionam que era um demônio disfarçado. Sempre estão a relatar que é Samuel, e o fazem 2 vezes, quando trazem em hebraico VAIOMER SHEMUEL: (E DISSE SAMUEL:).
Seu nome como prova de que é sua pessoa que aparece é falado 5 vezes, desde que sobe do Sheól.
A mulher o vê. 
Shaul, pela descrição soube que era ele, 
e no verso 20 a própria Tanakh 'bate o martelo', dizendo:

"Imediatamente Shaul caiu estendido na terra, e estava com muito medo
 por causa das palavras de Shemuel, e também não havia nele força, pois não tinha comido nada durante todo o dia e a noite1Sh 28:20 
Estava com medo por causa das palavras de Shemuel. De Shemuel, não de demônios. 
Amigos, se não fosse possível evocar mortos, o Eterno, Bendito seja Ele, não nos daria tal preceito. As nações ao redor faziam isso, se obtinham sucesso, eu particularmente não sei. Porém Ele proibiu, e toda proibição acarreta em penas, se não obedecida.
Outra, se ele fala de morto, é de uma pessoa, e não vi até hoje a Tora dizer que morto é demônio. Ou que seja proibido evocar mortos porque aparecem demônios.
É uma falsa teoria, que está enganando muitos, e fazendo de um grande Servo de H'Shem, Shemuel, um 'demônio'. 
Shemuel foi inquietado, foi acordado do sono da morte, mas sabemos que somente o PAI, pode despertar alguém, logo a ietser hará de Shaul foi atendida, para desgosto e morte da casta do rei. H'Shem não transgrediu seu mandamento. Mas, assim como Yob foi ferido em sua família, e em sua saúde por haSatan, Shaul também foi ferido por Vontade Elohut (divina).
Infelizmente a desautorização religiosa po~e nos pensamentos de milhares de pessoas uma falsa teoria, que é acreditada profundamente. Mesmo a descriçã ser tão perfeita, insistem em dar outro rumo à aparição. Dizem que ra um espírito de engano, um demônio, mas não há nada relatado quanto a isso.

Devarim 18:11.12.14 (Deut)
"...nem encantador de animais (chober chaber), nem necromante (ov) ou Ydeonita (Ydeoni), nem quem consulte os mortos (dor'sh el hamotim), porque é abominável à HASHEM todo aquele que faz estas coisas, e por causa destas abominações,HASHEM, teu Poderoso,os desterra de diante de ti... Porque estas nações (hagoyim) que hás de herdar ouvem os prognosticadores e os agoureiros; mas quanto a ti, HASHEM, teu Poderoso, não te permitiu tal coisa"

O denominador comum de todas estas práticas era a tentativa de previsão do futuro, ou mesmo de saber o que estava oculto, e somente o maior dos elohim, PODEROSOS, poderia saber: HASHEM. 
Os encantadores estavam por todo Egito, assim como os Yideonita (muitas vezes traduzido como mágicos), que usavam um osso de animal chamado de Yedúa, o qual colocando na boca faziam suas advinhações. Yisrael, em sua Galut, diáspora, por lá, conheceram estas obras.
Um dos motivos que HASHEM teve para expulsar estas GOYIM (nações) de diante de Yisrael foi o fato delas terem todas estas ocupações esotéricas e estranhas ao verdadeiro serviço que ELE deseja receber/ter por parte dos homens.


Interessante, que estas práticas eram de fácil aceitação entre eles, na realidade de seus acontecimentos, já que no mesmo texto podemos receber claramente uma resposta de HASHEM quanto a isso:

"Porque estas nações (hagoyim) que hás de herdar ouvem os prognosticadores e os agoureiros; 
Eles ouviam aos seus mestres espirituais, e com isso continuavam seguindo em seu enganoso sistema de adoração de ídolos vagos, que na verdade não tem força alguma, como sabemos pela boca dos profetas, nas ESCRITURAS.

Porém, ao Povo escolhido, HASHEM nos dá esta ordem:
"mas quanto a ti, HASHEM, teu Poderoso, não te permitiu tal coisa"
"Não te permitiu tal coisa.

Opa, agora surgiu uma luz: se a Yisrael, HASHEM não estava permitindo, é porque às nações era sim permitido..
Aqui, entra a compreensão, de que o texto de Shemuel se refere ao próprio profeta.
Não estou fazendo apologia ao espiritismo, mas sendo realista com a VERDADE da TORAH de HASHEM, entregue ao seu povo Separado.

Os povos estão iludidos não pelos 'demônios', nem por 'satanás', figuras estranhas ao TANAKH (Escrituras Hebraicas). Eles estão numa permissão que HASHEM dá para que com seu mesmo engano se tornem aquilo que tem dentro de si, e não se convertam Àquele que os pode salvar.

"Não te permitiu tal coisa" 
Yisrael, não tinha esta permissão, assim como estava sem permissão de comer certos animais impróprios para consumo, assim como estava sem permissão de se casar com não-israelitas, entre outros.
Mas, que acontecia: comeram animais impróprios, casaram-se com estranhos ao povo, eevocaram mortos (aqui falamos de Shemuel)

Que foi que o SUPREMO ordenou?
"nem quem consulte os mortos (dor'sh el hamotim), porque é abominável à HASHEM todo aquele que faz estas coisas,... mas quanto a ti, HASHEM, teu Poderoso, não te permitiu tal coisa

Mas, o Rei Shaul não deu ouvidos à TORAH, não deu ouvidos a HASHEM.
Antes, preferiu seguir o caminho das nações, indo à mulher em En-Dor. As práticas, estão ao critério de HASHEM. Ele permite, ou não. Aqui entra o entendimento de sua SOBERANIA, que não pode ser de forma alguma discutida por ninguém, pois sua condenação é certa.

As nações praticam estas abominações até os dias de hoje, por não serem seguidoras do CRIADOR, e muito menos de Suas Instruções.

Dizer que a aparição de Samuel é um demônio disfarçado NÃO É CONCEITO JUDAICO. Engana-se quem está num meio religioso que defende tal conceito, quando o Judaísmo não autoriza isso. Quem está com este entendimento, infelizmente está contra a TORÁ, e isso se configura em IDOLATRIA.

Quem apareceu no episódio de EnDor foi realmente Samuel, e isso configura umCONCEITO JUDAICO.


Shalom alekhem! 20 de Av do ano 5770 da Criação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário